MICROCABOS OTICOS E MICRODUTOS 

Os microcabos estão se tornando muito populares e é importante entender seus propósitos, aplicativos e instalação.

Esses cabos de fibra ótica menores são projetados para aplicações em que um grande número de fibras é necessário e o espaço é escasso. Em particular, os microcabos têm sido amplamente utilizados em data centers e redes metropolitanas.

Grandes centros de dados precisam de muitas conexões de fibra; os maiores datacenters possuem de 100.000 a 1 milhão de interconexões. Se o datacenter estiver usando fibra multimodo - considerada obsoleta pela maioria dos grandes operadores de datacenter -, um único rack de servidor / switch poderá precisar de 2.000 fibras para interconexão. Isso ocorre porque a fibra multimodo não possui largura de banda suficiente, então cada conexão requer 8 a 20 fibras, dependendo da velocidade da conexão. A fibra monomodo precisa de apenas duas fibras por conexão, pois a multiplexação é feita por comprimentos de onda em cada fibra, mas todas essas conexões ainda significam muitas fibras.

Outra aplicação que requer muitas fibras é a rede metropolitana. Atualmente, nas cidades, encontramos aplicativos com uso intensivo de fibra, como fibra doméstica, pequenas células, iluminação pública inteligente, sistemas Wi-Fi metrô e câmeras de vigilância. No futuro, encontraremos conexoes tipo veículo para infraestrutura, veículo para veículo e a Internet das coisas. As cidades são notórias por terem espaço inadequado para os dutos de fibra otica e aversão a abrir valas nas ruas para cada nova aplicação.

O segredo, é claro, é fazer cabos menores com mais fibras. Para isso, os fabricantes aproveitaram um desenvolvimento relativamente novo em fibra ótica: fibra insensível à flexão. Como essa fibra é muito menos sensível ao estresse causado pelo cabeamento, as fibras podem ser empacotadas muito mais densamente no cabo. Além disso, ao reduzir o revestimento de fibra de 250 mícrons para menos de 200 mícrons, um feixe de fibras ocupa muito menos espaço.

As diferenças entre cabos convencionais e microcabos são substanciais. Um cabo tradicional de tubo solto de 144 fibras tem cerca de 15 a 16 milímetros (mm) de diâmetro, enquanto um microcabo comparável tem apenas 8 mm de diâmetro - metade do diâmetro e cerca de um terço do peso do cabo convencional.  O tamanho menor permite quantidades maiores de fibra.

Existem cabos especiais de tubos soltos internos com 1.728 fibras com menos de 1 polegada de diâmetro. Existem cabos ( EPFU ) com 12 fibras e diametro de 1,8 mm.  Vários fabricantes têm cabos em seus catálogos com mais de 3.000 fibras, e ja se fala sobre cabos com mais de 8.000 fibras para uso em data centers.

Assim como os cabos de fibra ótica comuns, alguns tamanhos parecem atingir um "ponto ideal". Nos microcabos, a referencia é o cabo de tubo loose  de 288 fibras, com  menos de 10 mm de diâmetro sendo que o cabo é instalado através de sopramento em um duto especial de 12 mm chamado, apropriadamente de microduto.

Microcabos estão disponíveis para instalações locais e instalações externas da planta. Dentro de casa, em áreas como data centers, eles podem ser colocados em bandejas de cabos, como cabos de fibra óptica comuns. No exterior ou no interior, seu tamanho pequeno permite uma técnica de instalação diferente, onde o cabo é “soprado” em microdutos, tubos de plástico muito menores que os condutos ou condutos internos de fibra convencionais.

O cabo não é exatamente soprado no duto como é com fibra soprada. A fibra soprada, que existe desde a década de 1980, literalmente funde fibras especiais em pequenos dutos de plástico em vez de usar cabos.

O cabo é muito pesado para ser soprado nos dutos, mas uma corrente de ar de alta pressão soprando no duto , cria um "colchão" de ar  e reduz o atrito do cabo para quase zero . O cabo pode ser empurrado para dentro do duto pela máquina de sopro por longas distancias. Dependendo do cabo, duto e máquina de sopro, é possível uma distância de até 2 quilômetros.

Microdutos estão disponíveis em vários modelos para atender a diferentes aplicações. Pode haver apenas um tubo ou seis tubos ou mais. Os projetos de múltiplos tubos podem ser redondos ou lineares. O duto redondo pode ser instalado puxando-o para um conduíte, como um duto interno comum ou um único cabo. O duto linear pode ser instalado por microtrenching ( microvalas ) - onde um sulco raso e estreito é serrado em estradas, calçadas ou até gramados - provavelmente o método de instalação que permite a menor perturbação em ambientes urbanos.