O que é fusão de fibra ótica?

 

Para simplificar, fusão de fibra otica é o processo de junção de dois cabos óticos através do aumento da temperatura obtido através de um arco voltaico. Os outros método de junção  mais comuns são:

 

Conectorização : que é um processo de preparação das pontas das fibras e posterior junção por cola adesiva , processo realizado totalmente a frio. A colagem utiliza uma cola anaeróbica. Este processo está praticamente extinto do nosso dia-a-dia.

REPARO DE FIBRA OTICA

Emenda mecânica: Processo que utilizada acopladores mecânicos para alinhar o núcleo das fibras. As fibras devem ser clivadas ( cortadas ) em um ângulo o mais perto possível de 90 graus. Posteriormente são inseridas nos acopladores, sendo que os mais modernos possuem um gel interno com índice de refração muito próximo do índice da fibra ótica e cuja finalidade é minimizar a variação do índice de refração ( fibra/ar/fibra ). Este é um processo apenas de aproximação e alinhamento das duas fibras em questão. Não leva cola nem calor.

O processo de fusão resulta em melhores resultados ( menor perda ótica na emenda e menor deflexão ) que a conectorização e é o método preferido quando os lances de cabos envolvidos são muito longos ou quando se está realizando a emenda de diferentes cabos, como por exemplo a emenda de um cabo de 48 fibras com 4 cabos de 12 fibras. A perda ótica típica de uma fusão é de 0,3 dB . A fusão de fibra também é o método preferido para restauração de cabos danificados acidentalmente.

Durante o processo de fusão, uma maquina é utilizada para fazer o alinhamento preciso dos núcleos das fibras, e então as fibras são “soldadas” através de algum processo térmico, normalmente um arco voltaico.

Qual método é melhor?

 

Depende da criticidade da aplicação. Para lances curtos de fibra, o processo de emenda mecânica pode ser considerado, pois a perda ótica pode não ser relevante. Nos lances mais longos, o acumulo de emendas pode atenuar significamente o sinal e até inviabilizar a comunicação.

Tambem existe um outro fator a ser ponderado: o custo. Um  kit de emenda mecânica tem um baixo custo inicial ( cerca de 2 a 3 mil Reais ) , entretanto o preço de cada emenda é mais caro. O custo da emenda por fusão é bem mais barato, entretanto as maquinas de fusao custam entre 20 e 100 mil Reais! Quanto mais preciso o alinhamento do núcleo, mais cara a maquina.

Dificilmente um cabo ótico bem instalado virá a presentar problemas. Ainda assim, problemas ocorrem, e vamos citar os problemas mais comuns que encontramos na pratica:

  • Conector no cordão ótico flexível quebrado , decorrente de manipulação inadequada. 

  • Conversor ótico danificado

  • Porta do switch gerenciável desabilitada

  • Switch e conversor não se entendem no modo Full Duplex 

  • Switch e conversor não negociam a velocidade de conexão corretamente

  • Conversor ótico incorreto para o tipo da fibra ótica

  • Perda de alinhamento de acopladores óticos devido a trepidação

Além dos problemas citados acima, não tem correlação direta com o estado do cabo ótico, podemos citar os problemas mais comuns refentes ao cabeamento de fibra ótica, propriamente dito:

  • Quebra de cabo otico por equipamentos ( retroescavadeira , moto maniveladoras , caminhões basculantes e caminhões muito altos ).

  • Danos causados por insetos  e animais roedores 

  • Danos causados por  incêndios e catástrofes naturais

  • Furto de cabos

  • Cabos com fibras rompidas devido a contração da fibra dentro do cabo ( processo de encolhimento de fibra, recorrente em cabos OPGW ).

  • Excesso de emendas oticas. Cada emenda causa um pouco de perda a fibra ótica. Um cabo com excessivo numero de emendas poderá não permitir a passagem de uma quantidade de luz minima necessária para o estabelecimento de uma comunicação firme.

  • Cabo deteriorado em função do tempo de aplicação ( idade do cabo ) ou má aplicação ( cabo aéreo lançado em duto subterrâneo alagado, por exemplo.

É extremamente dificil identificar problemas em cabos óticos sem a ajuda de um OTDR . Os problemas citados podem ser identificados atraves da utilização de um OTDR de boa qualidade e um operador qualificado e experiente, que  indicará rapidamente a ação a ser tomada. 

Entretanto , em se caracterizando a necessidade de alguma emenda no cabo ótico , as maneiras de realiza-las são explicadas a seguir.